sábado, 22 de setembro de 2012

While your lips are still red

Postado por Rafa às 21:28 0 comentários Links para esta postagem

Então era isso?? Era pra isso acontecer?
Foi por causa disto que eu me sentia tão mal durante a tarde inteira? Algo que me fazia sentir mal,dava tonteiras,me enchia de desespero...aquilo não passava de intuição aguçada pro que iria vir?
Banal...tão banal o motivo,tão estupido comparado a tudo que já havia sido dito, confesso que deva vez o universo me pegou completamente desprevinida. Mas eu sei que se olhar pra trás,se eu pudesse refazer aqueles minutos eu teria mudado, eu teria tirado os dedos do teclado e continuaria a pairar sobre o que quer que pudesse estar puxando a minha atenção no instante.
Eu to tão cansada sabe,cansada de te machucar sem querer, cansada de te causar problemas,cansada de ser o motivo dos seus problemas,mesmo que no fundo eu só queria poder ver sua felicidade,nem que fosse de longe. Como eu já disse algumas vezes eu nao preciso falar com você,eu só preciso saber que você estará ali pra mim quando eu precisar. Aquele alguem que vai me ler um dia escrevendo coisas sem pé nem cabeça,choramingando,digitando coisas que eu possa talvez nem acreditar e no outro dia dizer "acho que isso é tpm"..e você dizer que já imaginava. Mesmo pensando isso você sequer disse "isso é tpm" quando poderia ter dito e como muitos outros o teriam feito.
Talvez o que eu senti durante esse dia fosse uma pequena dor de como seria arrancar alguem de mim. Deve ter sido isso,só pode ter sido isso...mas o mais engraçado é que..quem arrancou fui eu. Eu me retiro de "a gente".
"A gente" te faz mal pakaralhow, uma risada frente a tantas lágrimas nao compensa. Essa é a amizade de mão unica a que eu me referia,essa é a amizade que não te tras nada de bom, essa é a amizade que mais te atrapalha do que te ajuda.
Sabe...tem bastante tempo que nada me dói dessa forma. Um tipo de dor verdadeira,em que as lagrimas escorrem aos punhados...Daquele jeito que machuca tanto que eu nem consigo fazer algum tipo de analogia ou piadinha que você bem sabe que me é de costume.

Não to conseguindo pensar em mais nada sabe...só me desculpa, estranhamente eu nunca quis te fazer mal,mas sempre acabei fazendo.

Você sabe que isso é pra você,então nem preciso por seu nome aqui.
Só se cuida...eu te amo,do meu jeito esquisito de amar os amigos com os quais eu me importo de verdade!

 

Não se escreve... Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review